Alemanha quer proibir uso de redes sociais em seleção de empregos


Perfis em redes sociais já se tornaram uma nova forma de avaliação de profissionais em seleções de emprego. Para o governo alemão, no entanto, a prática pode não ser tão positiva quanto parece.

De acordo com informações divulgadas pela Associated Press, o ministro da Alemanha Thomas de Maiziere apresentou nesta quarta-feira, 25/08, um projeto de lei que deve tornar ilegal o uso de redes sociais como método de seleção de funcionários.

Devido à impossibilidade de empregar leis sobre informações públicas, a regra só deve proibir a ação de tornar-se contato do candidato com o propósito de usar o site como etapa de escolha.

O ministro, contudo, confirma a dificuldade de se aplicar a lei, já que o empregador poderia alegar diferentes argumentos para a rejeição de um candidato.

Caso a pessoa que tenha sido prejudicada com o acesso ao perfil em sites de relacionamento consiga provar a ação do empregador, a multa contra a empresa pode chegar a até US$379 mil, cerca de R$671 mil.

A lei ainda não tem previsão de quando será implementada.

Olhar Digital

Anúncios
Esta entrada foi publicada em News. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s