5 lições do CIO da Ford para ajudar no crescimento


Nick Smither é um dos dez líderes de TI reconhecidos pela Global CIO (promovido pela InformationWeek EUA) por promover muitos esforços em usar a tecnologia como motor de crescimento em sua companhia.

Depois de falar com o CIO da Ford por algumas vezes e, a partir disso, separei cinco áreas com a TI pode impactar fortemente na lucratividade e no crescimento da receita da fabricante de automóveis. Esta é uma lista minha, não do Smither, e está baseada, em parte, em áreas onde os CIOs nos confidenciam tentar melhorar a atuação e onde o Smither e sua equipe têm tido boas iniciativas.

1 – Aumentar o uso de análises

A Ford tem um time de TI embarcado globalmente em toda equipe funcional, como desenvolvimento de produto e finanças, e “a maioria dos times tem tido iniciativas da TI em análises”, afirma Smither.

2 – Reorganização global

A fabricante gastou os últimos dois ou três anos reestruturando sua organização de TI para fazer duas coisas, avisa Smither. Uma é mapear os objetivos da TI para as iniciativas One Ford, focada em fazer da companhia uma empresa mais lucrativa como uma única organização global. A segunda tarefa é ter a certeza de que a TI provia uma plataforma para suportar o crescimento.

A TI vinha fragmentada, com cada unidade regional tendo duplicado as operações. Agora, é “uma TI”, diz o CIO, com compartilhamento de serviços para infraestrutura, desenvolvimento de aplicações e suporte de aplicativos. Essa reestruturação reduziu o custo operacional em 30% nos últimos quatro anos, calcula Smither. Mas ele trabalha também para manter a unidade próxima às áreas de negócio. “Temos pessoas inseridas em cada time, assim temos o pessoal de TI atuando no desenvolvimento de coisas como Sync.”

3 – Contribuir com a criação de novos produtos

Em muitas companhias, o time de TI é um braço afastado dos produtos atuais. Trata-se de perda de oportunidade para a área de tecnologia contribuir com a criação do produto, assim como acelerar o processo de desenvolvimento. Isso acontece na Ford.

Tecnologia pessoal será algo crescente no processo de escolha de um carro. Na Ford, os times de TI trabalham com a equipe de desenvolvimento de produto para avançar o sistema Sync, baseado em Microsoft, que faz o link entre smartphones, tocadores de música e serviços de internet para uso seguro nos veículos da companhia.

Redes sociais

A TI também ajuda a Ford a olhar para o futuro, tentando desenhar o que a geração que cresceu em meio às redes sociais gostará de ter em seus veículos. Mais que isso, eles pensam o carro como uma plataforma de desenvolvimento, onde desenvolvedores poderiam criar aplicativos da mesma forma que fazem para o iPhone. TJ Giuli, engenheiro de pesquisa da Ford com PhD em ciência da computação, levou a plataforma para uma classe da Universidade de Michigan onde os estudantes puderam testá-la com a criação de aplicações que gostariam de ver no modelo Fiesta, compacto ainda a ser lançado nos Estados Unidos.

4 – Ampliar a colaboração

O Programa Trabalhor Digital da Ford inclui comunicação unificada (a montadora foi pioneira na adoção de VoIP), muito do sistema de videoconferência WebEx e uso crescente de SharePoint.

É raro um CIO não ter esse tipo de ferramenta na agenda. Eles usam SharePoint para rede social e site de projetos. Estão experimentando o Yammer para discussões mais informais.

O mais importante não é a ferramenta, mas como a TI pode mapear esse esforço colaborativo como chave para o objetivo da Ford – criar uma organização global única. Há muito a fazer em cultura como em tecnologia,

5 – Mobilidade

A Ford está na direção certa em prover mobilidade aos seus funcionários. A companhia tem um programa chamado e-pod (e-mail em devices pessoais), que permite o usuários portar o próprio BlackBerry para acessar o e-mail corporativo. Já existe um piloto do e-pod para iPhone e planos para plataformas Windows e Symbian.

Smither acredita que, em breve, esse será o desejo da maioria dos funcionários. Eles poderão estar conectados com o trabalho assim que precisarem. A Ford está à frente de muitas companhias ao permitir o uso de um smartphone pessoas. Mas as pessoas querem iPhone e aparelhos baseados em Android.

por Chris Murphy | InformationWeek EUA

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Management. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s