Governo dos EUA tem autoridade para conter vazamento, mas não tem ‘know-how’


Juridicamente, o presidente Obama pode tomar uma decisão: demitir a BP e assumir, por meio do Governo Federal, esforços para conter o derramamento de óleo no Golfo do México. A questão é saber se isso iria ajudar a situação.

É a partir do “Oil Pollution Act”, de 1990, que Obama tem autoridade para tampar o poço que vaza a 5 mil pés da superfície.

No entanto, os funcionários da gigante petrolífera BP, embora reconhecendo a sua incapacidade de interromper o vazamento, dizem que ninguém – nem mesmo o governo dos Estados Unidos – pode igualar-se à sua empresa em termos de “know-how” e tecnologia. “Eu não acho que alguém poderia fazer melhor do que nós”, afirmou Doug Suttles, o chefe de operações da empresa.

Um oficial do Pentágono disse à CNN que as forças armadas não têm tecnologia própria a oferecer em matéria de perfuração de petróleo “offshore”. O secretário do Interior, Ken Salazar, deixou claro que o papel federal para impedir o vazamento é supervisionar os esforços da BP, em vez de assumir suas funções.

“Os Estados Unidos têm a responsabilidade pela fiscalização”, disse Salazar no domingo, no Texas.

“Agora, o programa que o Governo tem em relação à contenção do vazamento e da poluição que emana do fundo do oceano envolve uma fiscalização significativa e o envolvimento dos órgãos federais”, concluiu o secretário.

Opinião e Notícia

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Several. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s